Chez Lá Fora

Grandes homens por trás de grandes pratos



Uma janela aberta para conhecer as cozinhas mais espetaculares do mundo
 
A ideia de guardar a sete chaves os segredos dos chefes mais concorridos do circuito gastronômico está absolutamente fora de moda. Se no passado o mistério aguçava a curiosidade dos glutões, hoje, é exatamente o que eles veem que os instiga a querer conhecer melhor algum restaurante ou o trabalho de determinado chefe.  Prova disso é a quantidade de material audiovisual disposto nas livrarias, televisão e até mesmo no cinema, que cada vez mais aposta no carisma de chefes como Ferran Adrià (El Buli) e René Redzepi (Noma).  

E quem não apostaria? Eles são cheios de vida, de energia, amam o que fazem, são curiosos, vivem, respiram e comem (literalmente) Gastronomia. Os bastidores, ou seja, os minutos que antecedem o momento em que um prato chega delicioso e fresco à mesa, também têm rendido muito material. Aqui, algumas boas propostas para entrar na cozinha e entender (um pouco) como funciona a mente dos maiores gênios da gastronomia.

  • René Redzepi: seu restaurante Noma, localizado na Dinamarca, foi eleito pelo terceiro ano consecutivo o melhor restaurante do mundo pela revista britânica Restaurant. O site de tendências Nowness (http://www.nowness.com/day/2012/6/12/2197/noma--staff-meal) divulgou o vídeo Noma: Staff Meal, feito por Simon Ladefoged, mostrando o que a equipe come e como se comportam no chamado “Familly Meal”. “Eu vejo essas pessoas mais que a minha própria família. Esse é o momento em que nos sentamos, comemos e relaxamos”, afirma o chef René. Por causa da Babel de 22 nacionalidades no staff a comida é bem variada; desde tacos mexicanos até almôndegas dinamarquesas (frikadeller). Talvez, não seja assim todos os dias, mas o vídeo transmite uma atmosfera de serenidade. Típica de uma família muito educada, que sabe comportar-se bem à mesa.

    René RedzepiStaff do Noma

 

  • Jiro Ono: esse japonês de 85 anos é considerado o melhor sushiman do mundo e o seu restaurante minúsculo e escondidinho em Tokyo é o único especializado em sushi a receber 3 estrelas Michelin. Só isso seria o bastante para gerar curiosidade, mas o homem por trás dos sushis é MUITO mais interessante. O documentário Jiro Dreams of Sushi, de David Gelb, mostra a raiz da genialidade deste homem incansável, imparável e apaixonado pelo que faz, que tem grandes visões de sushi em seus sonhos (daí o título do filme).  “Eu continuo escalando, tentando chegar ao topo. O problema é que ninguém sabe onde o topo está”, afirma, justificando sua interminável busca pela perfeição.
    O mimo e cuidado com os ingredientes ficam evidentes em todas as cenas e faz com que cada sushi pareça uma delicada obra de arte. O filho mais velho, Yoshikazu, sente a pressão de suceder o melhor do mundo e este pequeno drama familiar dá ainda mais sabor ao filme.  “Meu filho deve fazer isso pelo resto da vida”, sentencia. www.magpictures.com/jirodreamsofsushi/

    Jiro Ono
     
  • Ferran Adrià: o chefe catalão dispensa apresentação e o documentário El Buli: Cooking in Progress só aumenta o fascínio em torno a este mago da gastronomia. Enquanto o El Buli não reabre suas portas (o que deve acontecer somente em 2014) dá pra sentir um pouco da atmosfera do que foi o restaurante mais desejado do mundo. Entre panelas, vapor, ingredientes inusitados e conversas inspiradoras, um pouco do espírito vanguardista do chef e sua equipe, que sempre serão lembrados como os grandes revolucionários da culinária contemporânea. www.elbullimovie.com