Chez Cultura

DANÇA
Por: Kika Sampaio

Superação




                                                                                      
 
Entre tapiocas, bolo de macaxeira, xcaboquinho (fruta tucumã com queijo e banana no pão francês), entrevistei o alegre bailarino de Campinas hoje dançando no CDA - Cia de Dança do Amazonas, que tem como diretora Monique Andrade.
Bailarino Osvaldo José Malaquias, 25 anos

De família muito simples Osvaldo começou a Dançar no projeto Social ABAMBA, de Campinas. “A Associação dos Benfeitores e Amigos de Meninos Bailarinos Atores (ABAMBA) surgiu em 1997 da necessidade de prover uma alternativa sócio-educacional para meninos oriundos de famílias de baixa renda, em situação de risco, com interesse e aptidão para a carreira artística, em especial a dança, porém sem condições de realizar seu objetivo, dado a inexistência de instituições de ensino voltadas para o atendimento desse público.” Site http://www.abamba.org.br.
Incentivado pelo diretor do projeto, Beto Regina Osvaldo, começou a frequentar o Abamba e durante uma semana experimentou todos os gêneros: balé, dança contemporânea, teatro, musical, história da dança e circo. Após 1 ano, Oswaldo já foi para o nível avançado e foi através do projeto que conheceu a Cia de Circo Paralá dos Anjos. Em 2007 fez uma audição para o CDA e em 2008 integrou oficialmente na Cia.

Muito feliz de residir em Manaus, após 4 anos ele se declara um apaixonado pelo Amazonas, o calor, o carinho das pessoas e a vida mais pacata faz muito bem para sua cabeça. Ansioso com a chegada de sua mãe que virá residir aqui com ele, espera um dia poder comprar uma casinha e no futuro se reunir com os amigos e ter uma escola de artes, bem como desenvolver o seu lado de coreógrafo.
Osvaldo participou dos módulos de sapateado ministrado por mim aqui em Manaus. Sinto-me privilegiada e realizada de ainda poder conhecer pessoas que acreditam na Dança.

Atenção Amigos da Dança
O Projeto Social Abamba esta acabando, falta de incentivo financeiro!
A sua pequena ajuda poderá abrir caminhos para futuros Osvaldos, Joãos, Robertos...