Onde estou? HOME | CHEZ VISITA

Chez Visita

Irajá Gastrô - Rio de Janeiro


 O melhor hamburguer da cidade é servido pelos chef com outras invenções que merecem toda atenção

Irajá Gastrô - Rio de Janeiro

Enquanto pensava no que ia escrever sobre o Irajá, concluí que não queria me informar sobre o chef, de quem só sabia o nome: Pedro Artagão. Isso porque suas invenções me trazem uma alegria tão exaltada, que me dei ao direito de imaginá-lo como um herói – genial, imbatível e com super poderes. Não queria que a realidade acabasse com meu personagem tão bem construído.

Meu plano fracassou e acabei lendo um pouco sobre ele. Nessa pesquisa descobri que o Pedro Artagão começou a carreira com o José Hugo Celidônio, um dos meus nomes favoritos dentre todos os nomes. Foi no extinto restaurante dele, o Clube Gourmet, que me apaixonei por comida, ainda pequena e recém alfabetizada. Lá, aprendi que quem não gosta de sopa nunca provou vichyssoise com caviar, o que soa besta, mas é uma constatação. O Celidônio me ensinou desde cedo que um bom jantar é melhor do que qualquer parque de diversões.

Não é coincidência, mas acho adorável que quem recuperou minha fé na gastronomia carioca seja camarada de quem me mostrou o que havia além das empadinhas de queijo. Quando falo sobre o impacto que o Irajá teve, não há nenhum exagero. É comida criativa, generosa e com ingredientes muito frescos.  Qualidades raras de se ver por aqui.

O restaurante fica numa casa do anos 30 na Conde de Irajá, em Botafogo. Prefiro a antessala ao salão principal, que é mais moderno com seu jardim vertical, mas um pouco frio. De qualquer forma, o espaço é adorável, tendo eu um apego raro pelo banco da porta, lugar ideal pro bolo de chocolate quente com brigadeiro – sobremesa de proporções continentais - e café.

Antes do momento bucólico, a dúvida atormenta dentro do salão. Eles têm talento especial para construir um cardápio que desperta múltiplas vontades e o hábito de trocar os pratos. Assim, mesmo que você saía de casa com planos traçados, a chance de ter que mudá-los é grande.  A turma do Irajá é daquelas que prioriza o novo ainda que isso acarrete em tirar o prato mais pedido do menu. Apoio a medida até o dia que o meu predileto sair de cena.

Os drinques são divertidos e o Caricot, um primo do Clericot tem abacaxi, carambola, morangos e gelinho de maracujá. Nas entradas, os aclamados são o  pão de queijo de tapioca com coulis de damasco e falso toro, que é um tartare de atum com foie gras. Saborosos e ambos com um talento para derretar na boca. A salada caprese com mussarela líquida é  um pouco mais inocente, mas também desperta entusiasmo.

Nos pratos principais, a surpresa é o hambúrguer de black angus, minas padrão, cebola confit e compota de bacon. Sem pensar duas vezes, o melhor do Rio, mas adianto que nunca comi um tão bom no Brasil. O risoto de camarão, feijão branco e requeijão é delicioso, mas é na costelinha com feijão tropeiro e na versão deles do filet à piamontese que encontro o êxtase.

São comidas que te dão energia para a mais longa das maratonas. No entanto, em cada prato de descrição simples, encontramos um festival de temperos e um preparo milimétrico. Não há biografia que possa abalar minha convicção. Pedro Artagão é um herói.  

 

Galeria


Serviço

Nome: Irajá Gastrô - Rio de Janeiro
Endereço: Rua Conde de Irajá 109 - Botafogo - São Paulo - SP - [ VER MAPA ]
Contato: 21 2246-1395
Site: www.irajagastro.com.br
Horário de Funcionamento:
  Segunda a Quinta :  12h as 15:30h / 19:30h as 24h
  Sexta : 12 as 15:30 h/ 19:30h as 1:30h
  Sabado : 12 as 1:30 h
  Domingo : 12 as 24h  
Culinária:
 Contemporânea
Outras Informações:
Manobrista:
Lugares: 0 Rolha:

Cartões:
Crédito:
 Todos Cartões



Comentário


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR



Envie seu comentário [Todos os comentários só são exibidos após a aprovação do Chez Croque]


PARA ENVIAR UM COMENTÁRIO, É NECESSÁRIO ESTAR CADASTRADO






 

...


Habitués

SEJA O PRIMEIRO


Participar

...